Posts tagged grupo de teatro amador Manatee

Teatro Manatee em “A história continua – A Cidadela da Águas Puras”


Por Carlos Rodrigues

          Já é nesta noite de sábado, 2 de junho, que teremos mais uma apresentação do Teatro Manatee da Unidade Casa Brasil de Santarém, em virtude do V Salão do Livro do Baixo Amazonas, no Parque da Cidade. Dessa vez, estaremos mostrando a continuação da história da “Cidadela da Águas Puras”, com criação do roteiro por membros do teatro e equipe em geral da Unidade.

            Inicia às 19:30h, este espetáculo teatral com muito gingado de carimbó pela magnífica “Arraia Star” – a estrela dos três rios e também com a volta desagradável do Lixotron, um ser criado através de lixo tecnológico e entre outros, que é jogado no meio Ambiente, em especial nos rios… Venham e prestigiem este espetáculo no palco principal do V Salão do Livro.  Entrada livre!

Anúncios

Comments (1) »

A origem do Teatro Manatee da Casa Brasil


Por Wandeson Silva

O Teatro Manatee iniciou-se no dia 10 de outubro de 2009, com uma contação de história dramatizada. Tudo começou na sala de leitura com pequenas esquetes, que a equipe CBS apresentavam lá mesmo e a convite começaram a ser apresentar nas escolas, na Casa de Cultura e em eventos da Prefeitura.

I Contação de história dramatizada – O mistério de Feiurinha – 2009

E assim foi surgindo o teatro “Peixe-boi”, como era chamado inicialmente, ele só foi chamado de Teatro Manatee, após uma visita da coordenadora Adriane Gama a Fundação Curro Velho em Belém, e trouxe de lá três nomes que significavam peixe-boi em outras línguas, e através de uma votação foi escolhido o nome “Manatee”.

Os primeiros integrantes do teatro foram Adriane Gama, Mariane Pimentel, Rogério, Marcos, Carlos Edielson, Tiago, Dalvanira, Fabiane, Kelly, Ananda, Alessandra. A primeira peça oficial que o teatro apresentou foi o “Fantástico Mistério de Feiurinha” que foi apresentado no auditório da Unidade para as turmas do Curumim Digital e depois, em 2010, foi a peça “Deu uma louca nos contos de fadas”. No ano passado nos estávamos apresentando a peça “A cidade das águas puras”.

II peça do Manatee – “Deu uma louca nos contos de fadas” – 2010

Neste ano, estamos de volta com um novo espetáculo que irá estrear no V Salão do Livro, no dia 2 de junho, no parque da cidade, às 19:20h. Convidamos você para se juntar conosco nessa nova aventura, divertida que trata sobre meio ambiente e lixo tecnológico, chamada “A cidade das águas puras – A aventura continua”, que trata da luta dos seres aquáticos – povos da cidadela contra o temível Lixotron.

III espetáculo do Manatee- “A cidade das águas puras” – 2011

Durante quase 3 anos de existência, nesse teatro, já passaram muitas descobertas de talentos, seja elas, crianças, jovens e adultos, os quais compartilharam muito da sua energia e alegria. Muitas delas já saíram, voltaram e ainda estão por vir, pois a ideia principal do teatro Manatee é incentivar a arte e a cultura. Se você se interessou e quer participar dessa trupe, é só vim na Casa brasil, nos dias de segunda e quarta a partir das 16h da tarde que estaremos lá ensaiando e esperando a sua presença.

 *Wandeson Silva – Jovem do bairro Elcione, colaborador intelectual e integrante atual da trupe Manatee da Casa Brasil de Santarém.

Leave a comment »

Teatro Manatee da CBS prestigia espetáculo na Mostra de Teatro Amador da ATAS


Por Eliane Canté

No dia 15 de outubro, pela tarde, o grupo de Teatro Manatee da Casa Brasil de Santarém, foi prestigiar um lindo espetáculo de teatro na Casa de Cultura, promovido pelo ATAS (Associação de Teatro Amador de Santarém). O nome da peça foi “Pluft, o Fantasminha”, apresentado pelos alunos da Escola Municipal Deputado Ubaldo Corrêa, da Grande Área do Santarenzinho e do Maracanã.

Na abertura, assistimos uma dança apresentada pelos alunos Projeto Arte na Escola (SEMED), da Escola Ester Ferreira, do Bairro da Nova Vitória e teve como responsável a professora Judite. Prestigiamos o talento de várias crianças e a alegria que elas tinham em poder contracenar, uma alegria que contagiou todos da platéia, inclusive o público da Casa Brasil de Santarém.

Para nós da Casa Brasil, foi uma ótima oportunidade para conhecermos os trabalhos de outros projetos, e também ter uma idéia do local, no qual estaremos apresentando no mês de novembro, aliás, os nossos ensaios estão à todo vapor e logo logo apresentaremos a nossa peça! Gostaríamos de agradecer também, pela gentileza do ATAS, em ceder um ônibus para levar e trazer a turma do teatro Manatee.

Comments (2) »

Bate-papo com Jean Negrão, da Fundação Curro Velho


Durante esta semana, estivemos com uma presença muito especial na Casa Brasil de Santarém. Trata-se do multi-artista da Fundação Curro Velho, de Belém, Jean Negrão, que veio a Santarém através da parceria cultural desta Fundação com a Unidade, contribuir com o novo espetáculo do Teatro Amador Manatee, formado por um grupo de crianças, jovens e adultos da Grande Área do Santarenzinho e do Maracanã. Para inaugurar este novo quadro de entrevista neste blogão, a equipe de comunicação e cultura da Casa Brasil, bateu um papo com Jean Negrão, que conta um pouco de sua trajetória cultural. Vamos prestigiar!

Minha vida

Jean Negrão – Eu venho de uma família artística, porém na minha adolescência não tínhamos muito acesso a arte. Minha mãe é uma das maiores figurinistas de Belém e eu também fui seguindo os passos dela, as minhas irmãs são bailarinas formadas. No ano de 2000, foi implantado na cidade de Belém pela Prefeitura, um projeto chamado Aldeia Criança, no qual me interessei e entrei no projeto. Logo após no ano de 2007, fui convidado por Cláudio Rêgo, gerente de artes plásticas e do Superintendente Valmir Bispo para participar da Fundação Curro Velho.

Em toda a minha vida sempre gostei de arte, mas o meu amor mesmo é o palco, me emociono cada vez que tenho a oportunidade de está dançando e interpretando. O meu grande fomento é o carnaval, sou carnavalesco figurinista. Para mim, Arte sem emoção não é arte! O meu trabalho é baseado na emoção das pessoas, o sentimentos que cada uma delas tem, sem regras, mas é claro que com todo preparo técnico e profissional.

Fundação Curro Velho e Casa Brasil

Jean Negrão – A Fundação Curro Velho quer alcançar projetos que tenham o seu perfil, assim com a Casa Brasil, projetos que trabalhem com a sociedade com pessoas de todas as idades, e que gostem de fazer a diferença. Essa parceria é de muita importância, pois na Fundação trabalhamos com a arte mas não temos tanto contato com a cultura digital, por outro lado a Casa Brasil de Santarém trabalha com cultura digital, mas não tem tanto acesso a arte em geral. No entanto, os dois tem algo em comum que é o trabalho social e a valorização de cada pessoa, por isso que parceria tem tudo pra dar certo, e eu sei que vai dar, estamos muito felizes.

Na sua opinião, qual é a maior dificuldade pra quem quer trabalhar com o teatro, e com a arte em si?

No Pará ainda existe muito o teatro amador, e a maior dificuldade é a profissionalização das pessoas, precisa ser ofertadas oficinas, cursos superior, pois é essa uma grande carência. Na arte em si, a maior dificuldade é ter paciência. Muitas pessoas querem que tudo aconteça no primeiro contato, ou então, só estão ali para realizar o sonho de outras pessoas e quando descobrem que tudo necessita de tempo e de perseverança, acabam desistindo. Mas na verdade tudo é uma questão de tempo, temos que sempre está nos aperfeiçoando e querendo aprender mais, pois assim como os softwares mudam, a arte também sofre mudanças. O amor pelo que fazemos é o principal diferencial. Vai e faz a diferença!

O que você espera do Teatro Manatee da Casa Brasil?

Jean Negrão – Eu estou muito feliz, pois vi o grande potencial que cada pessoa tem, eu sei que iremos arrasar. Eu espero um mega espetáculo, não de custo financeiro, mas de emoção e de realização, nossa peça teatral é voltada para a natureza e a sua preservação. Trabalharemos com o sentimento de amor pelos rios, pelos animais, vai ser uma peça cômica, muito engraçada, mas o nosso objetivo não é somente fazer as pessoas rirem mas que elas possam sentir a moral da história. Ao assistir esta apresentação, se pelo menos as pessoas se conscientizarem do mal que elas estão fazendo contra a natureza e querer de alguma maneira, mudar essa realidade, já saíremos muito felizes. Toda arte tem que ter um conceito, que os nossos conceitos e objetivos possam ser alcançados.

Repórter da equipe de Comunicação CBS: Eliane Canté

Comments (4) »

Novos rumos artísticos do Teatro Amador Manatee


Por Rogério Marques

O grupo de Teatro Amador Manatee da Casa Brasil fará mais uma apresentação especial neste ano. Dessa vez, o Manatee participará do Festival de Teatro da ATAS, que acontecerá em novembro, na Casa de Cultura. Esta Unidade fez parceria com um artista santareno, o jovem Darlisson Duarte, que é ator há 10 anos, Coordenador do grupo de Teatro Arte Amazônica, do bairro da Conquista. Um grande companheiro puraqueano, desde a época do Clube do Puraquezinho, em 2006, no qual ele e a irmã Mariane Duarte, também atriz de teatro, colaboraram com a performance das peças teatrais infantis de um grupo de crianças de 7 a 12 anos, no bairro do Mapiri. Atualmente, Darlisson faz parte da diretoria da ATAS, como vice-coordenador.

Outra novidade do Teatro Manatee, é a parceria cultural com a Fundação Curro Velho, de Belém, sob a coordenação do Superintendente Valmir Bispo, que também está nos apoiando muito bem, nesse novo trabalho. Os ensaios começaram no dia 27 de agosto com a apresentação de Darlisson, que será nosso diretor teatral dessa nova apresentação, e das pessoas que integram o grupo Manatee. Nos ensaios, ele tem mostrado para o grupo, técnicas de concentração, expressão corporal, técnicas vocais, noções de espaço, entre outras. A Fundação Curro velho, por sua vez, trouxe de Belém, o arte-educador, Jean Negrão, figurinista e carnavalesco para nos apoiar, assim como ministrar algumas oficinas direcionadas. Ele foi apresentado ao grupo, no dia 13 de setembro em um de nossos ensaios teatrais com Darlisson.

Durante esta semana, Jean Negrão, Darlisson Duarte e a Coordenadora da Casa Brasil, Adriane Gama prepararam o pré-roteiro da peça nomeada inicialmente como “A Cidade das Águas Limpas”. Na quinta-feira passada, retornou para Belém, voltando daqui a dez dias, para continuar os trabalhos desse novo espetáculo que contará com as crianças do Curumim Digital, colaboradore, alunos da Casa Brasil de Santarém e Coletivo Puraqué.

Comments (3) »

Informe CBS: Abertas novas inscrições para atividades sócio-digitais


A Casa Brasil de Santarém está a todo vapor nas suas ações sócio-digitais. E não pára por aí! Estão abertas ainda inscrições para o MID (Melhor Idade Digital), para senhores e senhoras da 3ª idade, Vídeo Participativo e Metareciclagem. Aliás, por falar em Metarec, por grande interesse coletivo, abriu uma nova turma de Metareciclagem, no horário da tarde, de segunda e quarta. Cada participante interessado por essas vagas, deverá trazer seus documentos pessoais, RG e CPF ou certidão de nascimento e comprovante de residência.

Nesta temporada, está aberta também novas inscrições para o Coral Infantil do projeto Vozes Mirins do Brasil, para crianças de 7 a 11 anos. Os selecionados estudarão pela manhã, de segunda a quarta. Nessa semana, haverá seleção especial para o Curumim Digital, com 10 vagas disponíveis para participar crianças de 9 a 11 anos, aos sábados pela manhã, de 8 às 10h. Além disso, esta Unidade, vem desenvolvendo práticas de aprendizagem criativa e solidariedade mútua através das artes do teatro e da dança. Portanto, alunos e alunas que estiverem interessados em participar do grupo de Teatro Amador Manatee e dos grupos de dança de Carimbó e de “Free Style” (Rebolation) da Casa Brasil entre em contato com a equipe da CBS na sede, na rod. Fernando Guilhon, 12, Santarenzinho. Então, não perca tempo. Venha logo, se inscrever e participar deste espaço cidadão e digital, até esta semana! Cultura digital, uma realidade de uma mudança de era e de vida.

Vamos agora conferir novamente as dicas de vagas da CBS:

MID (Melhor Idade Digital) – 10 vagas, aos sábados, de 10 ao 12h.

METARECICLAGEM – 3 vagas, de segunda e quarta, das 14 às 16h (Tarde)

3 vagas, de segunda e quarta, das 8 às 10h (Manhã).

VÍDEO PARTICIPATIVO E CINEMA POPULAR –

2 vagas, de segunda e quarta, das 14 às 16h( Tarde)

2 vagas, de terça e quinta, das 8 às 10h (Manhã)

CORAL INFANTIL – 20 vagas, segunda e quarta, das 9 às 10:30h. (Manhã)

SELEÇÃO PARA O CURUMIM DIGITAL: Durante esta semana, manhã e tarde, no horário comercial.

Comments (3) »

%d blogueiros gostam disto: