Posts tagged NIE

Mostra de Animação Digital das Escolas Municipais de Santarém


Já é amanhã, dia 29 de novembro de 2012, que acontece um inédito evento de cultura digital santarena, realizado pelos laboratórios de informática das escolas municipais, através do NIE – SEMED (Núcleo de Informática Educativa da Secretaria Municipal de Educação), na UFOPA. Trata-se da I Mostra de Animação Digital, com a apresentação dos trabalhos colaborativos em animação dos alunos do ensino fundamental. Essas crianças, com a ajuda da equipe de professores e do Coletivo Puraqué, produziram seus curtas em animação, utilizando ferramentas livres, desde a metade desse ano, em suas respectivas escolas e agora, terão a oportunidade de expor com muito orgulho, os resultados criativos para a comunidade em geral. Vamos conferir na íntegra, essa notícia especial! Prestigiem!

Artigo extraído originalmente do blog do NIE

Depois de seis meses de preparação, rodas de conversas, oficinas que desembocaram na criação de equipes de cultura digital em várias escolas municipais, terá início amanhã às 08:00h a MOSTRA DE ANIMAÇÃO DIGITAL da rede pública municipal de ensino. Serão exibidos mais de 40 curtas de animação que foram feitos por alunos e professores, com ênfase em temas transversais desenvolvidos nos educandários públicos como por exemplo, comunicação comunitária, economia solidária, meio ambiente, educação fiscal, cultura digital, software livre, entre outros.

O objetivo do evento é apresentar a sociedade santarena uma metodologia de uso das ferramentas de comunicação digital para construção do conhecimento colaborativo dentro dos laboratórios de informática das escolas municipais. Durante a apresentação das animações serão detalhadas também as técnicas de animação digital vetorial e stop motion, bem como os principais softwares livres utilizados na produção desses bens culturais.

Todas as animações estão sendo “subidas” no portal www.iteia.org.br. O Portal iTEIA tem como missão ser o acervo da produção multimídia de centros culturais nacionais e internacionais, integrando e relacionando conteúdos das redes atuais, como por exemplo, o projeto Pontos de Cultura, Coletivo Puraqué e o programa Casa Brasil. Sendo um dos parceiros para a realização da mostra, além da UFOPA.

O NIE (Núcleo de Informática da SEMED) pretende a partir da articulação da rede de escolas ( http://va.mu/a2w1 ) criar um espaço de troca de conhecimentos, experiências e conteúdos entre as escolas, e a Mostra de Animação Digital é uma das ações para que isso comece a acontecer uma vez que todos os produtos serão disponibilizados na internet, inclusive nos blogs das escolas, além de cada turma poder levar em dvd com as animações criadas nos demais espaços educacionais.

Clique abaixo e acompanhe o vídeo de divulgação da Mostra de Animação Digital que tem o objetivo de socializar as ações de Cultura Digital e Software Livre desenvolvidas nos laboratórios de informática das escolas da rede pública municipal, e venha prestigiar essa turma amanhã na UFOPA Campus Tapajós, em Santarém – PA.

Leave a comment »

Representação de Santarém no 1º Fórum da Internet


Por Cíntia Araújo

Oi gente, nos dias 13 e 14 de Outubro em São Paulo acontecerá o 1º Fórum da Internet no Brasil, e Santarém não poderia ficar de fora desse evento, jovens de Santarém vão representar a nossa cidade, pelo Coletivo Puraqué: Cíntia Araújo, Uelliton Chaves e Edu Costa; Núcleo de Informática Educativa: Edilson Freitas; Pontão de Cultura do Tapajós: Tarcisio Ferreira; Casa Brasil de Santarém: Adriane Gama e Josiane Amorim.

Os Temas que devem discutidos são:

#Liberdade; #Governança; #Universalidade; #Neutralidade; #Ambiente legal

O que é o Fórum?

O I Fórum da Internet no Brasil, promovido pelo Comitê Gestor da Internet, visa reunir representantes da comunidade acadêmica, do terceiro setor, do segmento empresarial e do governo para discutir os desafios atuais e futuros da Internet.

Obedecendo seu modelo multissetorial de governança da Internet, o CGI.br pretende com isso, incentivar que os principais representantes destes setores acompanhem e opinem sobre os temas e questões mais relevantes para a consolidação e expansão da Internet no Brasil.

Informações extraídas do site http://forumdainternet.cgi.br/?page_id=7



Leave a comment »

Encontro de REA no IFPA


Ralffy dos Santos

No dia 28 de maio, no auditório do IFPA (Instituto Federal do Pará), aconteceu a palestra de recursos educacionais abertos (REA). Na ocasião do evento, teve como palestrantes: Pedro Markun (Diretor da Esfera, um dos fundadores da comunidade Transparência Hacker) e Luciana Scurcialupi (professora da escola Politeia em São Paulo, formada em jornalismo e membro da comunidade REA) e Jader Gama (Coordenador do NIE- Núcleo de Informática Educativa, membro do Coletivo Puraqué). Esta palestra iniciou às 8:30h com as inscrições dos participantes, os quais algumas delas também foram feitas com a moeda Muiraquitã (moeda social utilizada pelo Coletivo Puraqué). A abertura oficial do evento começou com a apresentação dos palestrantes tendo como mediadora Adriane Gama (Casa Brasil de Santarém). Após uma dinâmica coletiva, teve o pronunciamento do Professor Denis Robhyson, professor representante do IFPA.


A professora Luciana Scucialupi ilustra sua palestra com um video que faz parte de um material didático que esta compartilhado na internet e pode ser usado para estudo ou sala de aula com Recursos Educacionais Abertos cujo conteúdo é uma troca de conhecimentos livres. Falou também de suas experiências como professora de tecnologia na escola Politeia com crianças especiais. Após a apresentação de Luciana, Pedro Markun mostrou um video ilustrativo sobre cultura digital, que relata a ligação entre cultura digital, dados abertos na internet e Recursos Educacionais Abertos.


Dando continuidade, Jader Gama fala sobre o Coletivo Puraqué, cultura digital, software livre e economia solidária em Santarém. Compartilhou suas experiências que vem desenvolvendo na Amazônia. Após as palestras, iniciou o bate papo onde os participantes que estava presentes contaram suas experiências e atividades nos seus espaços de trabalho. Por fim, os palestrantes fizeram suas considerações finais. Jader Gama, ressaltou que a cada mês acontecerá essas palestras educativas de cultura digital em outros locais. Na quinta-feira, serão entregues os certificados nos seguintes locais: Casa Brasil de Santarém, Puraqué e IFPA. Fique ligado por aqui sobre o próximo encontro sócio-digital, com o tema Ética Hacker. Participem!

Leave a comment »

Programa Escola Ativa na Casa Brasil de Santarém


Nesta segunda-feira, 23 de maio, pela parte da manhã, no auditório da Casa Brasil de Santarém aconteceu um encontro com os representantes da Secretaria Municipal de Educação, de assessoria das escolas do planalto, rios e indígenas e a Coordenação do Programa Escola Ativa com a equipe do NIE (Núcleo de Informática Educativa), Coletivo Puraqué e Casa Brasil de Santarém. O objetivo desse encontro foi promover um diálogo entre o programa Escola Ativa que tem como meta auxiliar professores no campo, com uma metodologia própria, favorecendo o ensino aprendizado, combate ao alto índice de reprovação e evasão escolar com as experiências sócio-digitais realizadas nas escolas municipais, coordenada pelo NIE e nos espaços de cultura digital e cidadania da Casa Brasil e do Puraqué.

Este programa está dividido em seis módulos: metodologia, alfabetização e letramento, introdução ao campo, praticas pedagógicas, gestão no campo e por fim, tecnologia na educação no campo. E sendo esta última etapa, que o apoio e parceira do NIE, Casa Brasil e Puraqué vai contribuir diretamente na formação dos professores do campo com a finalidade de mostrar e sensibilizar o professor quanto a importância do computador no seu ambiente trabalho, bem como incentivo no lado pessoal. Essa formação acontecerá, nos dias 25 a 27 de maio, no auditório do Z-20. Conceito de ética hacker e seus princípios (conhecimento, compartilhamento e liberdade), cultura digital, metareciclagem, redes sociais e software livre deverão norteia as oficinas do Coletivo Puraqué e NIE neste encontro. “Os professores precisam compreender a importância do uso de programas livres e não de proprietários, pois quando o professor usa proprietário, ele droga seus alunos. Os principais responsáveis pela pirataria são os donos dessas empresas que dopam as crianças desde cedo, pregando a competitiva, o egoísmo, a ganância”, ressalta Jader Gama, Coordenador do NIE – SEMED.

No final desse encontro de hoje, a Coordenadora do programa Escola Ativa, Gilvandra Silva dos Santos, em Santarém, fecha a programação do evento colaborativamente com os participantes e destaca esta oportunidade de inserção de processo de informação dos professores. Nesta formação do 6º Módulo – Tecnologias na Educação do Campo, terá como o tema “Escola @tiva – O uso pedagógico das tecnologias da Informação e Comunicação nas escolas do campo ”, com a participação de 120 professores que atuarão no campo.

Comments (1) »

Tenda discute Educação e Cultura Digital no II FCDB


Fechando o segundo dia, com muita chuva em São Paulo, na Cinemateca, na Tenda do Circo do II FCDB, foi abordado o tema Educação e Cultura Digital, com a participação de representantes do EducaRede, Grupo de Estudos Educar na Cultura Digital, Coletivo Puraqué e Casa Brasil de Santarém, Pontos de Cultura, entre outros.

Neste encontro, foram debatidos várias questões que envolviam as redes sociais de ensino, conflitos de gerações e troca de conhecimentos, uso e mixagem, refazer e adicionar nas escolas, contratos de empresa para blogs educacionais e o acontecimento maior da cultura digital nas escolas públicas.

Para o profissional de educação autônomo, Zimenes, diz que a tecnologia não faz tudo, ela é apenas um instrumento, tudo se aprende com o estudar. Já para Robson da Rede Mocambos, do Ponto de Cultura Tainã, a nossa experiência educacional parte do princípio da educação popular. Bianca Santanna (REA), por sua vez, indaga sobre a função social da tecnologia. O que a cultura digital traz para a educação e para os educadores, além da formação de professores e produção de material didático? Para a educadora, recursos educacionais abertos são princípios do software livre, isso deve ser transportado para a educação. Ninguém e criador original da autoria, produzimos na base do que foi criado. Dentro de um movimento tradicional nem falam em propriedade“, conclui, enfatizando a liberdade de compartilhar e trocar experiências educacionais nas redes.

Jader Gama, do Coletivo Puraqué contribui neste debate, falando da experiência positiva de cultura digital nas escolas municipais de Santarém, através do NIE (Núcleo de Informática Educativa), pela Secretaria de Educação com o Coletivo. Segundo o ativista em software livre, é preciso que haja, “um extrativismo cerebral, ou seja incentivo maior à produção humana“. Além disso está acontecendo na Casa Brasil de Santarém, uma metodologia de introdução à programação com os novos comunicadores digitais, os jovens codeiros e com os alunos das escolas municipais, o programa Hacker Mirim, baseado na colaboração, liberdade e respeito ao próximo.

Leave a comment »

II Fórum Amazônico de Software Livre


Depois de uma intensa semana de atividades coletivas no II FASOL, a turma do Casa Brasil de Santarém, está na ativa com o blogão da Unidade, relatando os melhores momentos colaborativos neste Fórum, e aproveitando a deixa, para parabenizar mais uma vez, o sucesso desse evento digital a todas as equipes: da coordenação, produção, apoio, parceiros sociais, acadêmicos, professores do NIE, Pontão de Cultura Digital do Tapajós, colaboradores voluntários da Casa Brasil e do Coletivo Puraqué, ativistas de software livre que não mediram esforços em compartilhar o princípio básico dessa ideia universal: a solidariedade intelectual.

Abertura

O espaço Pérola do Tapajós, no Parque Municipal de Santarém, foi palco principal, nos dias 31 de setembro a 3 agosto de 2010, do encontro de ativistas de software Livre de vários lugares do Brasil, em especial, a da região norte, para participar do II FASOL – Fórum Amazônico de Software Livre. Com o tema principal: “Aspectos legais do Software Livre”, este evento reuniu desde minicursos, install fest, arena de jogos, cyberxibé, cineclube, palestras até rodas de conversas a I Blogosfera.

Na mesa da abertura oficial, foi composta pelo Coordenador Geral do FASOL, Caio , Coordenador do Coletivo Puraqué, Jader Gama, Coordenador de Inclusão Digital do PSA, Paulo Lima, Reitor de Pesquisa e Inovação Tecnológica/UFOPA, Prof. Aquino, da Coordenadora do Curso de Sistema de Informação da UFOPA, Vânia Socorro, Secretário de Planejamento, Emmanuel Silva e pelo Presidente Nacional do CERPRO, Luís Claúdio, que abordaram a importância e o papel sócio-digital do Software Livre na região amazônica, através das experiências dessa ferramenta digital livre na universidades, escolas, organizações não-governamentais, órgãos municipais, estaduais e federais e outras iniciativas.

O FASOL, começou primeiramente como um evento digital promovido somente pelos acadêmicos do curso de Sistema de Informação da UFPA, agora UFOPA. Nesta segunda edição, o Fórum toma proporções maiores graças a parcerias fortes de ativismos em software Livre na cidade, como o apoio do Pontão de Cultura Digital do Tapajós, coordenados pelo Coletivo Puraqué e Projeto Saúde e Alegria, Casa Brasil de Santarém, Pontos de Cultura, Infocentros do Governo do Estado, NIE (Núcleo de Informática Educativa), PRODEPA, SEDECT, Prefeitura Municipal de Santarém, demonstrando a força coletiva de uma proposta de plataforma livre de cidade digital.

Os colaboradores intelectuais da Casa Brasil de Santarém, uma moçada juvenil entre 12 a 29 anos, estiveram presentes e atuantes no II FASOL, colaborando e compartilhando seus conhecimentos com as ferramentas livres, nas oficinas de Metareciclagem debaixo das árvores e das malocas do parque, no cyberxibé e nos espaços de acesso livre de internet do NavegaPara. O Coletivo Puraqué, um dos parceiros responsáveis pelo II FASOL, contribuiu ainda mais com o evento, trazendo companheiros e ativistas de Software Livre de outras regiões, como o Léo Germani, de São Paulo, Pedro Jatobá, de Recife, Tiago Novaes, do Rio de Janeiro, Holmes Wilson, dos Estados Unidos, Gustavo de Carvalho, de Belém, Renato Francês, Presidente da PRODEPA, Bruna de Sousa, do NavegaPara e Francisco Weyl, Presidente da ParaCine, que vieram para dialogar sobre a ferramenta livre de wordpress, economia solidária, rádio livre e espaços de formação e produção em software livre.

Alunos e alunas da Unidade Casa Brasil de Santarém, dos três turnos, por sua vez, estiveram presentes na ocasião da Abertura do II FASOL, mostrando seu comprometimento como protagonistas ativos desse processo de cultura digital.Nessa ocasião especial a SEMED (Secretaria Municipal de Educação), disponibilizou 8 ônibus para transportar os estudantes das escolas municipais e dos Infocentros do NavegaPara da cidade, somando a participação de mais de 2.500 alunos, somente no primeiro dia.

Comments (9) »

%d blogueiros gostam disto: